Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

E amanhã já é segunda-feira!

Este fim de semana foi solitário: o N. não veio. Foi mais um fim de semana calmo, que aproveitei para fazer algumas coisas, tais como algumas costurices, preparar aulas e organizar papeladas.

 

A entrada no fim de semana começou, logo na sexta-feira à noite, com a ida ao vet com o Bóbi para ver como estava a orelhinha. Parece que está bem mas a ferida tem de fechar por si, o que leva algum tempo.

 

Depois pus mãos à obra: seleccionei alguns tecidos, peguei na tesoura e cortei-os para dar forma a algumas coisas que eu imaginei. Embora não tenha acabado de fazer tudo, há peças quase, quase prontas! Faltam apenas alguns pormenores.

 

Deixo-vos aqui algumas fotos de "amostra"... :)

 

Epá, se eles abrirem a porta eu vou ali dar uma voltinha... Auf!
Estas esperas irritam-me! Deixa-me lá falar com a mana (Miss Pepper)... (Suspiro!)
E uma costurice semi-fotografada... O que será que vai sair daqui? :)

O novo visual do meu Bóbi.

Ontem ao brincar com o meu Bóbi, ele deu-me duas ganidelas de dor mas eu nem percebi porquê. Pensei que fosse de alguma patinha e apalpei mas ele não se queixou. À noite, ao mexer-lhe numa orelha o meu irmão viu que ele tinha uma espécie de balão lá dentro. E que lhe doía. Decidimos que hoje teria de ir ao veterinário pois não sabíamos o que seria aquilo.
o
O grande problema era: como vamos levar o cão ao veterinário pois estamos sem carro e ir com ele a pé... hummm...
Pensámos em pedir a um tio meu se nos podia levar ao vet na sua carrinha. A minha mãe falou com ele e ele disse que sim. Apareceu cá em casa a pé e com um tubo na mão. Eu fiquei de boca aberta e o meu irmão ficou piurso.  Acabámos por ir a pé com o meu tio a dar bitaites como se fosse o "Encantador de Cães" - e como se algum dia tivesse tido algum cão - a torto e a direito. O meu irmão deitava fumo pelo nariz, pelos ouvidos e por mais algum buraquinho... e eu ia danada igualmente.
o
Chegámos ao vet e o que o meu "bóquinhas" tinha era um hematoma provocado por uma coçadela ao ouvido e que rebentou um vaso sanguíneo. Levou com o termómetro no rabo, levou uma pica e fez uma drenagem à orelhinha. Tenho a dizer-vos que o meu grandalhão se portou MUITO bem, melhor que a dona Pepper quando vê agulhas... :P Só deu uma ganidinha quando sentiu a picadinha da agulha mas a seguir ficou caladinho e calminho. Nós é que levamos uma descasca por levarmos o bicho a pé, com a caloraça que está e doentinho. O pobrezinho chegou lá com 40 graus de febre e com dificuldade em respirar.
o
Resultado: veio do vet com a orelhinha colada à cabecinha e com um abatjour enorme e que o faz ficar preso por todo o lado. Dá pena, coitado, mas tem de ser. Voltámos a pé para casa, por um caminho mais curto e com o cão a bater com o abatjour em tudo quanto era parede e carro pois aquilo não o deixa ver em condições.
o
Quanto ao meu tio, foi "dispensado" logo. Afinal se soubessemos à partida que iria ser assim e a soltar alarvidades ao pé de nós e depois junto da minha mãe e tia, tinha ficado em casa descansadinho.
A minha B. ao saber que o tio tinha ido com o Bóbi ao vet e que tinha levado um tubo para bater ao cão, ligou furiosa à minha tia para descompor o meu tio... Ahahahahahah! A pirralha de quase 9 anos também é dona do Bóbi e ela saber que não se bate aos cães, que não se faz mal aos animais. O meu tio livrou-se de ouvir a descasca porque a minha tia não lhe passou o telefone mas a B. não se esquece de nada e quando apanhar o meu tio, vai-lhe contar uma história, ai vai, vai! E é bem feita!
o

Agora deixo-vos umas fotos do meu "bóquinhas" com ar tristonho... Reparem nos olhinhos.

Primeiro a dona, depois o cão!

 

 

Por aqui, em termos de saúde, a coisa não tem andado muito famosa. Depois de ser atacada por aquela super gripe que me deixou de molho, agora apareceram-me os espirros em catadupa.

Estou para aqui a fazer figas para que seja apenas a minha velha amiga alergia´que, por acaso, tem andado tão calminha. É que se assim for, aniquilo-a já com um comprimido antihistamínico e com uma borrifadela no nariz de spray nasal...!

 

Lembram-se da minha cirurgia? Pois é, parece que não é só à dona que aparecem coisas destas, mas ao cão também!

Para quem não sabe, os cães têm uma bolsinha junto ao ânus - a glândula peri-anal - que, nalguns casos, inflama à passagem das fezes. A glândula incha, inflama e depois tem de ser "esvaziada" pelo veterinário que a "aperta".

 

Levámos o Pimentinha ao vet a uma consulta de urgência pois o bichinho estava mesmo doentito e nem comia. O vet observou-o e disse logo que teria de limpar/esvaziar a glândula pois estava muito inflamada. Meu pobre bichinho! Nunca tinha visto o Pimentinha ganir tanto! Ele que até é um bichinho muito paciente e que se porta 5 estrelas no vet, ficou cheio de medo que lhe tocassem ali. E eu revi-me ali, naquela situação. Voltei ao dia em que fui de urgência para o hospital, com a minha infecção da fístula já a alastrar pelo corpo, e fui lancetada. A sangue frio. Segundo o cirurgião, tinha-me dado anestesia para vivos e para mortos e que não me podia dar mais. Senti tudo, doeu que se fartou e ainda vim com uma buraco imenso aberto. 

 

E o meu Pimentinhapassou por uma situação parecida à minha. Doeu-me tanto ver o meu bichinho passar por aquilo, mas teve de ser. Ainda levou duas injecções (uma de antibiótico e outra de analgésico) e veio com uma pomadinha para por no rabiosque.

É uma situação muito chata pois a glândula vai soltando a porcaria que lá tem dentro e onde quer que o Pimentinha encoste o rabo, se aquilo tiver algum bocadinho, suja tudo. Lá ando eu de esfregona debaixo do braço ou de toalhete na mão. Se lhe pudesse vestir uma cuequinha... {#emotions_dlg.tongue}